John Mortimore, o treinador belenense que eliminou o Bayer Leverkusen da «Taça UEFA»

John Mortimore e António Dominguez
John Mortimore, foi o treinador do Belenenses na época 1988/89. Porém, não a terminou (treinou até à 25ª jornada) tendo sido substituído por Marinho Peres, que acabaria por vencer a Taça de Portugal três meses e meio depois.
No entanto, Mortimore, ficará na história belenense por ter eliminado o Bayer Leverkusen da «Taça UEFA» (então detentor do troféu e, treinado pelo fabuloso Rinus Michels - “pai” da “Laranja Mecânica”), vencendo os dois jogos da eliminatória.

Equipa do C.F. «Os Belenenses» da época de 2016/17

Yebda, Tiago Caeiro, Gonçalo Silva, Domingos Duarte, Cristiano e Abel Camará
Juanto, Florent, Edgar Ié, Vítor Gomes e Miguel Rosa
"Onze" que iniciou a partida da 22ª jornada, contra o Guimarães (1-1). Foto da autoria de Joaquim Galante.

Belenenses, termina a época de 2016/17 em 4º lugar no campeonato dos campeonatos

Tabela com o histórico dos dez clubes de futebol com melhor desempenho nos Campeonatos nacionais/Liga(s), disputados entre 1934/35 e 2016/2017.
Critério para o ordenamento, e desempate: 1º) pontos, 2º) presenças, 3º) vitórias. A partir da época de 1995/96, a vitória, passou a valer 3 pontos.

Carlos Manuel Gonçalves Ribeiro

Lisboa, 4 de Novembro de 1964
⛹ Foi jogador do Belenenses durante 5 épocas, de 1986/87 a 1990/91
✔ 3º classificado do campeonato nacional de 1987/88
✔ Vencedor da Taça de Portugal de 1988/89 🏆

Dudu Alberigi

Carlos Eduardo Alberigi «Dudu dentão»
Arraial do Cabo (RJ) Brasil, 2 de Julho de 1960
⛹Representou o Belenenses nas épocas de 1983/84, 1984/85 e 1987/88 a 1989/90
✔ Campeão Nacional da 2ª divisão da época de 1983/84
✔ 3º classificado do campeonato nacional de 1987/88
✔ Vencedor da Taça de Portugal de 1988/89 🏆

Belenenses, ganha o último desafio oficial disputado no Campo das Salésias/Estádio José Manuel Soares «Pepe»

Dia 9 de Setembro de 1956. Primeira jornada do campeonato nacional de futebol da época de 1956/57 e último jogo oficial a ser disputado no Estádio José Manuel Soares. Os últimos protagonistas que pisaram o relvado das Salésias em jogos oficiais, foram:
⛹Belenenses - José Pereira; Pires e Moreira; Pellejero, Figueiredo e Vicente; Di Pace, Matateu, Miranda, Carlos Silva e «Tito».
⛹Atlético - Moutinho; Tomé e Sim-Sim; Orlando, Armando Carneiro e Legas; Martinho, Toni, Taborda, Castiglia e Rosário.
♜Árbitro - Hermínio Soares, de Lisboa.
⚽Marcadores: 0-1, aos 20' por Rosário; 1-1, aos 25' por Miranda; 2-1, aos 28' por Matateu; 3-1, aos 38' por Matateu; 4-1, aos 46' por Miranda; 4-2, aos 52' por Castiglia. Resultado final: Belenenses, 4 - Atlético, 2. 

A boa acção da defesa de Belém opôs-se com êxito à melhor factura de jogo dos argentinos do Lanús

Pedroto e Rebelo no dia que jogaram com o Clube Atlético Lanús 
e estrearam a nova camisola «azul-aço»
⚽Estádio Nacional, 23 de Dezembro de 1951. Segundo jogo internacional da tarde desportiva. Antes, o Benfica tinha jogado com os austríacos do Admira, que patentearam grande classe e golearam (8-1) facilmente. Árbitro: Mário Ribeiro Sanches. Alinharam:
⛹Belenenses - José Sério; Francisco Rocha, António Feliciano e Serafim das Neves; Frade e Rebelo; Mário Rui (António Figueiredo, aos 30'), Pedroto, Francisco André, Mendes* (Castanheira, aos 15') e Narciso. 
⛹Clube Atlético Lanús - Vega; Calvente, Strembel e Mercado; Daponte e Vivas; Garfauoci, Gil, Catoira, Martinez e Duran.
⚽Marcador: 0-1, aos 74' por Gil. Resultado final: Belenenses, 0 - Lanús, 1
* Estreia de Mendes pela equipa de honra do Belenenses. Mendes, era primo de Matateu.

Franklin Luís Manuel

Luanda, 19 de Dezembro de 1978
⛹ Franklin, foi jogador juvenil e júnior do Belenenses durante 4 épocas, 1993/94 a 1996/97 e jogador sénior durante 6 épocas, 1997/98 a 2002/03.

Luís Fernando Peixoto Gonçalves Sobrinho

Setúbal, 05/05/1961
⛹Foi jogador do Belenenses durante 4 épocas, de 1985/86 a 1988/89
✔ Finalista vencido da Taça de Portugal de 1985/86
✔ 3º classificado do campeonato nacional de 1987/88
✔ Vencedor da Taça de Portugal de 1988/89 🏆
✔ 51º jogador Internacional “A” do Clube de Futebol “Os Belenenses”
✔ 5 internacionalizações "A" enquanto jogador do Belenenses 

O «onze» de Honra do Club de Foot-Ball «Os Belenenses», Campeão de Lisboa e de Portugal da época de 1928/29

Da esquerda para a direita: Júlio Morais, Alfredo Ramos, João Pedro Belo, José Luiz, Rodolfo Faroleiro, Joaquim de Almeida, Francisco Silva Marques, José Manoel Soares «Pépe», Augusto Silva, Carlos Rodrigues e João Tomaz.
🏅Foram também campeões de Lisboa: Jerónimo Moraes, Carlos Seabra, Eduardo Seabra, Alberto Bernardo «Bolacheiro», Júlio Marques, José Sá Macedo, Heitor Nogueira, Valentim Araújo e Bernardo Soares.

O 1º «Onze» do Club de Foot-Ball Os Belenenses, Campeão de Lisboa da época de 1925-26

De pé e da esquerda para a direita: Eduardo Azevedo «Peras», José Viriato, Augusto Silva «Sobral» (Capitão de equipe), Francisco Assis, Raúl Azevedo, Cezar de Matos e Alfredo Ramos. Agachados: Severo Tiago, Rodolfo Faroleiro, Joaquim de Almeida e José Manuel Soares «Pepe»

José Correia Ferreira

Nasceu no Rio de Janeiro (Brasil), em 1/10/1936
⛹ Correia, representou o Belenenses na época de 1965/66. «Extremo-direito, ex-Bangu, grande dominador da bola mas fraco jogador para embates de força». Foi titular em 11 jogos do campeonato nacional e marcou 2 golos. Um desses golos, foi no empate (1-1) contra o Lusitano de Évora, em jogo da 8ª jornada do campeonato nacional.
Disputado a 28/11/1965, no Estádio Municipal do Restelo, perante pouca assistência e arbitrado por Encarnação Salgado, de Setúbal.
Belenenses - Gomes; Rodrigues, Ribeiro, Vicente e Catinana; Esteves e Barragão; Correia, Carlos Pedro, Teodoro e Adelino. Treinador: Jorge Vieira
Lusitano - Vital; Teotónio, Falé, Vaz e Paixão; Conceição e Anacleto; Louro, Simões, Chico e Coró.
⚽ marcadores: 0-1, aos 10' por Simões; 1-1, aos 40' numa excelente jogada de Correia que sobre a esquerda driblou dois adversários já dentro da grande área e rematou cruzado ao canto esquerdo, sem defesa possível para Vital.

Faleceu, Álvaro Teixeira

11 de Janeiro de 1964 - 09 de Maio de 2017

⛹Álvaro Cardoso Teixeira, nasceu em Luanda, Angola. Representou o Belenenses desde a época de 1986/87 até à época de 1994/95 (9 épocas). Foi titular ou suplente utilizado em 203 jogos para os campeonatos. Marcou 4 golos. Vencedor da Taça de Portugal de 1988/89. Foi 3º classificado no campeonato de 1987/88. Vencedor da Taça de Honra de A.F.L. de 1989/90. Desceu à 2ª divisão na época de 1990/91. Apesar disso, continuou no clube, e ajudou-o a subir de novo à 1ª divisão, na época seguinte. Foi 2 vezes internacional pela selecção «Olímpica», enquanto jogador do Belenenses. Era um grande profissional, que aprendeu a gostar do Clube. Teixeira, era um dos nossos. RIP. ⚽

Faleceu, Baptista-Bastos

Armando Baptista-Bastos
Lisboa, 27 de Fevereiro de 1934 - Lisboa, 09/05/2017
«Sou do Belenenses. Costumo dizer: no melhor pano cai a nódoa»

Penúltima vitória do Belenenses contra Sporting para o campeonato como visitante não foi nem em Alvalade nem em 1955

O Belenenses vence o Sporting «fora» em jogo para o campeonato nacional e demora 62 anos (!) a repetir a vitória como visitante.
Lisboa, 26 de Dezembro de 1954. Jogo antecipado da 13ª jornada (última da 1ª volta), que seria disputada a 2 de Janeiro de 1955.
⚽Jogo no Estádio Nacional, com cerca de dois terços da lotação normal e com a arbitragem de Inocêncio Calabote, de Évora. As equipas alinharam:
⛹ Sporting - Carlos Gomes; Caldeira e Pacheco; János Hrotko, Passos e Juca; Hugo, Vasques, Martins, Travaços e Mendonça. Treinador: Joseph Szabo.
⛹ Belenenses - José Pereira; Pires e Serafim; Castela, Raúl Figueiredo e Vicente; Dimas, Di Pace, Matateu, Perez e Carlos Silva. Treinador: Fernando Riera 
⚽ Marcadores: 0-1, aos aos 54': Di Pace, junto da linha de cabeceira, centrou por alto a rasar a baliza do Sporting; Carlos Gomes ainda deu uma palmada na bola, modificando-lhe a trajectória, mas Matateu, colocado na sua rectaguarda, pôde aproveitar da melhor maneira este desvio e fez de cabeça o tento. ⚽1-1, aos 67': O Belenenses, sofreu um «canto» que Mendonça apontou rasteiro em direcção a Juca que instantaneamente aplicou um bom remate, de forma a colocar o resultado em 1-1. José Pereira, ainda chegou a segurar o esférico, mas quando este já tinha ultrapassado a linha fatal. ⚽ 1-2, aos 82': Dimas, correu perto da linha lateral e quando já se encontrava próximo da bandeirola de canto centrou, sem que qualquer dos adversários pudesse cortar a passagem da bola; então, Matateu, recolheu-a de cabeça, e assim lhe deu o caminho das redes, mas fazendo com que o esférico esbarrasse num dos postes. Matateu, ainda ele, apossou-se de novo da bola e aplicou-lhe o pé, para bater Carlos Gomes.
📘Inacreditavelmente, o Belenenses, só voltou a vencer o Sporting em jogos para o campeonato nacional, na condição de visitante, no passado domingo (7/5/2017). Jogo da 32ª jornada. 

O Belenenses nem sequer foi obrigado a rubricar grande exibição para golear o Benfica

Jornal de Notícias de 13 de Dezembro de 2004
⚽ Estádio do Restelo, 12/12/2004 - 14ª jornada da "Superliga". Árbitro: Paulo Paraty, do Porto 
⛹Belenenses - Marco Aurélio; Amaral, Rolando, Wilson e Cabral (Gonçalo Brandão, aos 87'); Pelé; Andersson, Zé Pedro e Juninho Petrolina (Rúben Amorim, aos 76'); Antchouet e Lourenço (Rodolfo Lima, aos 83'). Suplentes não utilizados: Pedro Alves, Eliseu, Marco Paulo e Neca. Treinador: Carlos Carvalhal.
⛹ Benfica - Moreira; João Pereira, Amoreirinha, Argel e Fyssas (Dos Santos, aos 51'); Bruno Aguiar (Sokota, aos 45'), Petit e Geovanni; Zahovic (Carlitos, aos 74'), Simão e Karadas. Suplentes não utilizados: Quim, Eduardo Simões, Alcides e Everson. Treinador: Giovanni Trapattoni. 
⚽Marcadores: 1-0, aos 23' por Antchouet; 2-0, aos 29' por Lourenço; 3-0, aos 34' por Zé Pedro; 4-0, aos 73' por Zé Pedro; 4-1, aos 76' por Sokota.   

O Belém recebeu a merecida prenda de anos num jogo em que Esmoriz fez Alves parecer um João qualquer

Luís Horta e Reinaldo
⚽Estádio do Restelo, 24 de Setembro de 1978 - 5ª jornada do campeonato nacional, sob a (péssima) arbitragem de Inácio Almeida, de Setúbal, as equipas alinharam:
⛹Belenenses - Rui Paulino; Sambinha, Luís Horta, Alhinho e Carlos Pereira; Esmoriz, Isidro e Hertz; Vasques (Eurico, aos 74'), Clésio e Cepeda (Lincoln, aos 90'). Treinador: António Medeiros.
⛹Benfica - Bento; Bastos Lopes (Pereirinha, aos 70'), Humberto, Alhinho e Alberto; Toni, Alves e Shéu (Rui Lopes, aos 60'); Nené, Reinaldo e Chalana. Treinador: John Mortimore.
⚽ Marcador: 1-0, aos 45' por Vasques. 

Havia «classe» em torno do futebol «azul» da época 76/77

Fernando Martins e Amaral
⚽Estádio do Restelo, 12/09/1976 - 2ª jornada do campeonato nacional. As equipas alinharam do seguinte modo:
⛹Belenenses - Melo; Sambinha, Quaresma, Luís Horta e João Cardoso; Esmoriz, Isidro e Jesus (José Rocha, aos 47'); Vasques (Alfredo, aos 40'), Amaral e Gonzalez. Treinador: Carlos Silva
⛹Estoril-Praia - Ferro Pais; Vieirinha, Fernando, Amílcar e Carlos Pereira; Eurico (Fernando Martins, aos 36'), Nelson Reis (Quim, aos 65') e Óscar; Manuel Fernandes, Clésio e Cepeda. Treinador: António Medeiros
⚽Marcadores: 0-1, aos 56' por Óscar; 1-1, aos 80' por José Rocha. O empate surgiu em cabeceamento de José Rocha a culminar espectacular fuga de João Cardoso, pelo lado esquerdo finalizando com um cruzamento sobre alinha de cabeceira. Resultado final: Belenenses, 1 - Estoril-Praia, 1 

Clésio Esmael

Clésio, centra apesar da presença do boavisteiro Carolino
⛹ Clésio, nasceu no Rio de Janeiro a 31/03/1947. Representou o Belenenses nas épocas de 1977/78 e 1978/79. Marcou 10 golos nos 50 jogos que disputou no campeonato nacional.

Mariano Amaro, indefectível belenense e símbolo do clube, bem mereceu a homenagem que ontem lhe foi prestada

«Vencedores da Taça Portugal de 1959/60»

Estádio do Restelo, 28 de Agosto de 1965. A comissão promotora da homenagem a Mariano Amaro, que teve Acácio Rosa como maior impulsionador e entusiasta, fez constar da programação do evento, um jogo de futebol entre as equipas dos «Campeões nacionais 45/46» e a dos «Vencedores da Taça de Portugal de 59/60», que alinharam do seguinte modo:

«Vencedores da Taça» (Foto) - Raúl Correia; Rosendo e Abdul; Moreira, Rebelo e Amílcar (Miguel); Carlos Ferreira, Dimas, Martinho, Matateu e Angeja.

«Campeões» - Salvador Jorge; Moura e Feliciano; Amaro (Mário Sério), Varela Marques (Rodrigues) e Mário Coelho; Martinho, Rodrigues, Artur Quaresma, José Pedro (Conceição) e Perfeito Rodrigues. 
⚽marcadores: Angeja (3), Conceição (1), Miguel (1) e Martinho (1). Resultado final: os mais novos ganharam, por 4-2.
Foto cedida pelo amigo José Manuel Rebelo, e publicada originalmente em 06/02/2011

Recordemos o guarda-redes belenense Caetano no dia do seu 88º aniversário. Parabéns !

Revista «Stadium» de 28 de Setembro de 1949

⛹Sobre as redes do grupo da camisola azul desenvolveram-se algumas jogadas bem difíceis. A defesa do grupo vencido, porém, fez o possível por impor algum respeito aos encarnados, o que em parte conseguiu. Aqui se demonstra a afirmação: em cima uma defesa segura de Caetano, a remate de Arsénio, Moura sorri... No disco, Melão salta por cima de Caetano, que se lhe atira aos pés; e na última foto, mais um mergulho decidido do jovem guarda-redes belenense.

⛹Belenenses - Benfica. Uma homenagem às «reservas» dos clubes ! e porque não ? Os rapazes lutam com estoicismo e a melhor dedicação. Merecem os favores do público e da critica. Nesta fase, nota-se certo merecimento na luta - igual, até superior a muitas jogadas que assistimos quando se exibem os grupos de honra. Intervêm: Frade que cabeceia uma bola alta, perante a surpresa de Paulo. 

⚽Estádio das Salésias, 25 de Setembro de 1949. Jogo para a «Taça Preparação». Assistência razoável. Derrota por 3-1. O Belenenses alinhou com: Joaquim Caetano; Adelino Moura e António Portas; Inácio Rebelo, José Gonçalves e David Matos; Carlos Frade, Pinto de Almeida, Francisco Rocha, Pereira Duarte e Diógenes Boavida (ex-FC Porto).

António Portas, «protege» Joaquim Caetano

Nogueira estreia-se na baliza belenense no difícil campo da Cuf, e não obstante os «azuis» saíram-se bem da tarefa

Barreiro, 05/02/1956. Campo de «Santa Bárbara», com razoável assistência. Jogo a contar para a 17ª jornada do campeonato nacional. Sob a arbitragem da Manuel Louzada, de Santarém, as equipes alinharam:

Belenenses - Nogueira; Pires e Moreira; Pellejero; Figueiredo e Vicente; Di Pace, Matateu, André, Perez e «Tito». Treinador: Fernando Riera.

C.U.F. - Libânio; Pedro Gomes e Celestino; Orlando, Palma e Vale; Pedro Duarte, Arsénio, Jesus Correia, Luís e Sérgio.

⚽ Marcadores: 0-1, aos 4' por Matateu. 0-2, aos 52' por André. 1-2, aos 56' por Arsénio. Resultado final: C.U.F., 1 - Belenenses, 2


⛹ Joaquim Maria Nogueira, nasceu em Grândola a 5 de Julho de 1930. Representou o Belenenses na época de 1955/56. Foi uma vez titular, em jogos para o campeonato nacional.